Magia Rubro Negra


A VERDADEIRA HISTÓRIA DA LIBERTADORES DE 1981 – POR FÁBIO JUSTINO (VIA FRANCISCO MORAES) by @fabiojustino
18/09/2009, 3:50
Filed under: Notícias Diárias

moraes

O grande Moraes

E não é que resolveram jogar areia na nossa farofa?

O título mais ensanguentado e importante da história rubro negra foi colocado em xeque, mas ainda bem que existem figuras como o nosso amigo Moraes para nos contar a verdadeira História (com H maiúsculo mesmo) do ‘tal’ dopping rubro negro.

Tá boiando? Não entendeu?

A pedido do próprio Moraes, vamos divulgar o relato dele aê embaixo e você vai compreender… ah, comentários a disposição de vocês!

Galera, minha caixa postal entupiu pedindo pra falar sobre o “doping” dos jogadores do Flamengo na final da  Libertadores em 81, tendo em vista a matéria publicada na coluna do Renato Mauricio Prado essa semana e a replica dura do Márcio Braga.

Carajo, esse “causo” é conhecido por todo mundo que foi àquele jogo. Eu já falei disso numa entrevista que dei pro Jornalista Hilton Mattos, publicada no Livro Heróis do Cimento. Nunca pensei que esse assunto fosse dar a polemica que deu. Vamos aos fatos:

Todos lembram da guerra que foi o primeiro jogo em Santiago. Nem preciso repetir  e para os mais novos vão aqui no site e leiam o histórico do jogo. Os chilenos entraram pra matar e/ou morrer. Não foi um  jogo de futebol. Foi uma guerra, literalmente. Terminada a partida nossos jogadores saíram de campo direto para um hospital.

Ai veio o segundo jogo em Montevidéu.

O Carlos Eduardo Dolabela grande flamenguista era ator da TV Globo e por isso mesmo foi chamado por uma agencia de viagens pra ser o “guia” da galera que foi pro jogo. Véspera da partida, no saguão do  hotel onde estava a delegação do Flamengo,  toda a imprensa  e vários  torcedores  o Dolabela discursava  como torcedor fanático:

…temos que dar porrada neles também, tem que entrar também para matar e morrer,  tomar bolinha, se dopar, etc. etc. Aquelas palavras de ordem que qualquer torcedor diz véspera de uma partida tão decisiva. E falava abertamente pro Dr. Taranto e/ou Dr. Célio (não lembro quem estava lá).

Doutor,  tem que dar  um remedinho pra galera.  Eu vou arranjar uns comprimidos de Pervitin para o senhor dar para os jogadores. Topa? Era risada pra todo lado e isso ajudou inclusive a diminuir a tensão do jogo.

O Renato Mauricio Prado tava lá no saguão, o Kleber Leite também, o Antonio Maria Filho (Jornal do Brasil), o João Saldanha, Jorge Curi, enfim todos os jornalistas do Brasil ouviram a brincadeira. TODOS, e eu DÚVIDO que alguém venha aqui me desmentir. Foi apenas  uma brincadeira dita por um torcedor apaixonado. Nunca, mas NUNCA, isso chegou sequer aos jogadores e se chegou foi em forma de gozação.

Houve doping? Houve sim. MAS UM DOPING DO BEM. Os jogadores se reuniram e entre eles fizeram um pacto de morte. Eles dariam a vida  mas não perderiam o jogo. Digo  porque fui ao hotel, EU ZÉ CARLOS e GUILHERME e um dos jogadores desceu para fazer não sei o que, e travamos o seguinte diálogo: (atenção. Não digo o nome dele porque não conseguir contato. Mas tenho duas testemunhas…)

-Vamos ganhar né, pelo amor de Deus…

-Neguinho tu tem alguma dúvida? E vamos ganhar na bola. Fizemos uma reunião e o “homem” (Zico) quer jogo. E quando o homem quer jogo… Tu tem que vê como o cara tá. Ele falou pra um por um que quem amarelasse ele ia enfiar a porrada. Imagina aquele tampinha falando isso na cara do Mozer, do Marinho e do Raul? Eles quase dão uns cascudos nele. As veias do pescoço do Galo quasem estouram. O cara está transtornado.Vamos pra cima deles.

Nem preciso falar do jogo, vejam no site. Foi isso exatamente o que aconteceu. Sem tirar nem por.

Então, parem com essa babaquice. Isso foi um “causo” de futebol. É contado como lenda, como ilustração. Nada vai tirar o brilho da nossa mais fantástica glória.

Valeu,

:: Moraes ::

Comentário livre para debate…

MAGIA NELES!
EQUIPE Magia Rubro Negra
fabio@magiarubronegra.com.br

Anúncios

9 Comentários so far
Deixe um comentário

a muito tempo n entendo este Renato Prado. Acho q quando ele esta entrando em esquecimento , fala umas merdas para aparecer.

em tempo… q inveja deste Moraes!!!!!!

Comentário por André Costa

Tb não consegui entender esse lance do RMP, mas… aindabem que o Moraes divulgou essa versão dele aê.

Abs – SRN,

Magia Neles!
Fábio Justino

Comentário por fabiojustino

Esse tal de renato maurício prado ainda se diz Flamenguista. É um merda! Adorei a carta que o márcio braga fez para ele. Um esculacho!

Comentário por Cesar Motta

É verdade César, o Márcio Braga deu uma esculachada histórica nele…rs

Alguém sabe se ele respondeu?

Abs – SRN,

Magia Neles!
Fábio Justino

Comentário por fabiojustino

Aê rapaziada na moral, acho esse história uma grande babaquice. Nada nunca vai manchar a nossa conquista. RMP quer vender jornal. FlaSantos tá chegando pesada domingo no chicos, MUITA FESTA E ALEGRIA . É nóis que tá MAGIA!Abração

Comentário por dezico

Podes crer Denis,
Vida longa aos grandes amigos da FlaSantos, coisas impagáveis que o futebol nos proporciona,

SRN,

Magia Neles!
Fábio Justino

Comentário por fabiojustino

O Moraes é o cara, figura ilustre d história flamenguista.
meu ídolo !!!
Abs!

Comentário por Pedro Saija

pessoal, esse renato m. prado é um escroto, babaca e v*i*a*d*o, não sabe nada de futebol e no mínimo era colado com alguém de influência que o colocou na imprensa, história semelhante a de qualquer péla-saco que hoje figura na “vênus prateada”. não sei porque dão crédito pra esse verme! vamos firmar as boas vibrações pros jogos que faltam. saudações RN pra todos!!!

Comentário por Selvagem

A edição de 1981 da Copa Libertadores foi uma das mais tumultuadas de todos os tempos já que as Confederações da Argentina e do Uruguai, resolveram boicotar o campeonato e os seus times participaram com equipes juvenis. Assim, ficou fácil para o Flamengo (BRA) ser campeão, após derrotar o Cobreloa (CHI) nas finais.
Foi ocasião de uma das mais controversas arbitragens da história da Libertadores da América, num confronto entre o campeão e o Atlético Mineiro, em jogo-extra realizado em Goiânia. O jogo foi encerrado aos 37 minutos porque o árbitro havia expulsado 5 jogadores do Atlético.
Nome do árbitro: José Roberto Wrigth.
Uma roubalheira!!!

Comentário por Anônimo




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: