Magia Rubro Negra


17 ANOS EM 17 MINUTOS – POR NÍVEA RICHA by @fabiojustino
10/12/2009, 8:25
Filed under: Colunas

Nívea Richa é Gigante Pela Própria Natureza

06 de dezembro de 2009. Acordei às 5 horas da manhã e já ouvia barulho de fogos. Enfim havia chegado o grande dia. O Flamengo poderia tornar-se hexacampeão brasileiro. Mas nada é fácil para o torcedor rubro-negro.

Chegamos ao estádio às 13:20 e fomos para a fila que já passava do portão 13. O sol abriu e a fila não andava. A todo momento notícias indicavam que o início da fila era uma confusão só, brigas, pessoas furando fila, roubo de ingresso, ingresso falso. Por um momento pensei que não conseguiria entrar para ver o espetáculo, mas às 16:40 chegou a minha vez e o nervoso era tão grande que entrei correndo, subi a rampa correndo.

Não havia espaço na arquibancada, só na escada e em pé. Aliás, ninguém estava sentado no Maracanã, não tinha como.

O jogo começou e a torcida fez a festa. Mas o time estava nervoso e o time do Grêmio jogando a alma, o Túlio parecia querer descontar os títulos cariocas perdidos para o Flamengo enquanto jogava pelo Botafogo. O goleiro agarrando até pensamento. Até que enquanto ao meu lado, um ser fazia xixi na calça do meu lado e eu tentando sair para não ser alvo daqueles respingos o Grêmio fez 1×0 numa bobeada da nossa defesa.

Torcida tensa e triste, mais ainda quando surge no telão: Inter 1×0 Santo André. Tanta coisa passou pela minha cabeça, principalmente a Copa do Brasil de 1997, que um empate em 2×2, também contra o Grêmio, fez o Flamengo perder o título em pleno Maracanã.

O rubro negro é antes de tudo um forte. E mesmo com toda a tensão, eu estava lá, roendo todas as unhas, mas estava lá. E aos 24 minutos o cara que mais merecia fazer um gol decisivo tocou de cabeça, numa cobrança de escanteio do Pet e fez 2×1, Ronaldo Angelim. Esse é o cara! Um dos jogadores mais dedicados ao clube.

Perguntei ao meu irmão quantos minutos faltavam. Ele disse: “17 minutos.” Ai meu Deus, 17 anos em 17 minutos. Todas as lágrimas, unhas estavam se esgotando e veio enfim o apito final. O grito de HEXA que estava preso dentro de todos os rubro-negros saiu e saiu com força.

Isso é Flamengo! Seis vezes Flamengo! HEXACAMPEÃO!

MAGIA NELES!
EQUIPE Magia Rubro Negra
nivearicha@yahoo.com.br

Anúncios

4 Comentários so far
Deixe um comentário

Esse é meu primeiro comentário sobre o Hexa!
Como havia dito, faria o Enem no domingo, e prevendo que não terminaria a prova pelo menos uma hora antes, não pretendia assistir o jogo. Não sei como fui tão responsável e sensato num momento igual a esse, talvez por almejar muito mudar de curso universitário, e não querer retardar em mais um ano o meu ingresso.
Enquanto meu irmão me dava uma carona, fui avistando o pessoal com bandeiras e camisas, meus olhos iam lacrimejando e me dava vontade de voltar pra casa e me conformar que há vestibular todo final de ano. Mas fui, e lá…
Consegui concluir a redação, transcrevê-la, partir pra prova de língua portuguesa, e enfim cheguei na prova de matemática, onde achava que o êxito seria garantido. Até esse momento, nem me lembrava do jogo, dada a concentração. Chegando quase na metade das 45 questões, a fiscal flamenguista e ansiosa pra ver o jogo, foi conferir o placar não sei onde e disse, a ponto de escutarmos, que o Grêmio tinha marcado. Nesse momento comecei a sentir palpitações, me desconcentrei totalmente, e por mais que me esforçasse, não consegui recuperar a concentração. comecei a sentir fadigas, e sendo incapaz de interpretar dados de questões bobas, chutei quase metade das questões, peguei uma carona e fui pra casa cumprir com a minha maior obrigação. Para as minhas pretensões, isso foi como jogar a toalha, desculpe a minha expressão, mas me fudi!
Mas como não podemos ter tudo, me conformo em voltar a fazer o Enem em março e concorrer ao vestibular no próximo final de ano como o preço que paguei pelo Hexa. Ninguém que torce por mim e ficou desapontado entendeu o que passei, só os melhores flamenguistas e acredito que você também podem entender.
Desculpe minha extensão.
Saudações hexa rubro-negras!

PS: Sou de Juazeiro/BA, terra do João Danado, e também vi de perto os hexacampeões na última oportunidade que jogaram contra o Náutico, onde modéstia a parte, a torcida magnética teve o melhor desempenho…rsrsrsrs…

Comentário por Jamison

Caramba,
Ficou maior que seu texto, foi mal!
Obrigado por me permitir o desabafo, e não comentário!
Valeu Magia!

Comentário por Jamison

Tranquilo Jamison, o MAGIA é de vcs!
Magia Neles,
Fábio Justino

Comentário por fabiojustino

Que isso Jamison. Escreva o quanto quiser, esse espaço é de vcs!
SRN

Comentário por Nívea




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: