Magia Rubro Negra


“Ei, ei, eu acho que vi um gambazinho!”, Por Rodrigo Sabatinelli by gabrielkr
29/04/2010, 14:23
Filed under: Colunas

Arte: André Costa

Somente durante a manhã, o telefone tocou, pelo menos, umas dez vezes. Em todas elas, amigos rubro-negros faziam a mesmíssima pergunta: “e aí, cara, bora pro jogo hoje, né?”. Pra todos, minha resposta foi a mesma: “não, vou não, cara!”.

A surpresa, unânime, era perfeitamente justificável, afinal de contas, de 2007 pra cá, eu não havia perdido um jogo sequer do Flamengo em casa (Leia-se no Maracanã, no “Vazião” e até mesmo no humilde Edson Passos, nos “fundos” do subúrbio carioca) e parte desses amigos me acompanhou em algumas dessas ocasiões.

Pois bem, me explico! Dessa vez, decidi ficar em casa, sim, em protesto a todas as infelizes mudanças ocorridas no time, na última semana. Tirar o Andrade, um técnico mais que vencedor, foi uma verdadeira mutilação! Sem contar que, definitivamente, este não era o melhor momento para radicalizar.

Tínhamos que ter deixado o cara lá (Estamos falando em Libertadores da América, crianças, não é um Carioca “Perereca” que disputamos e ganhamos todo ano!), com seus 70% de aproveitamento e o sangue vermelho-e-preto pulsando nas veias.

Bom, de frente pra TV e com 1% de emoção no coração que é estar “in loco”, acompanhando tudo de perto, senti que o jogo não ia rolar maneiro. Com a chuva que caiu pouco antes do início da partida, era óbvio que o “pólo aquático” ia comer solto e ia ser chutão pra lá e pra cá. Cheguei a lembrar do Fla x Inter, no Brasileiro do ano passado, lá no campo dos caras. Mas vamos ao jogo!

O primeiro grande momento “a favor” do Flamengo saiu dos pés de um “botafoguense de coração”. Tal de Maiquel (Michael, Maycow, Michéu, sei lá como se escreve o nome desse cara, que, até hoje, ainda não entendi o que veio fazer no meu time) tomou um vermelho e quase avacalhou com tudo.

Mas, curiosamente, foi só ele sair de campo e o time cresceu. Com um a menos, o Mengão passou a assustar o tímido Corinthians, que depositava em Ronaldo e Dentinho (tadinhos) qualquer esperança que fosse de sair do Maraca, pelo menos, com um empate.

“Babou” o primeiro tempo e, logo aos 10 minutos do segundo, a torcida pediu pela entrada de Pet. Mudam-se os técnicos (Opa, quase ia me esquecendo de dizer que estávamos sob o comando de Rogério Lourenço, ex-zagueiro do Flamengo, que assumiu o cargo interinamente no lugar do “Tromba”), mas não os torcedores, muito menos o time.

Pouco depois, aos 16, uma cobrança de falta de Juan beijou o travessão e Adriano emendou o lance com uma bicicleta bizonha, que foi pela linha de fundo. Mas, eis, que, três minutos depois, a “dupla” se redimiu. Derrubado na área, o lateral-esquerdo entregou a bola ao Imperador, que, mesmo deixando a todos apreensivos (depois do vacilo que deu, há duas semanas), mandou um “canudo” no canto direito do goleiro Julio César. 1 x 0.

Depois do gol, o Flamengo soube administrar bem a vantagem no placar e a ausência do jogador expulso, enquanto o Corinthians catava toda e qualquer poça d’água para tentar efeitos milagrosos. Bobagem!

Com uma cabeçada nas mãos do goleiro, que ainda rebateu a bola no travessão, Adriano cumpriu seu papel e ainda conseguiu sair de campo aplaudido pela torcida que, dias antes, o humilhou. Ao longo do jogo, ainda, Vinicius Pacheco, Leo Moura e Vagner Love também tiveram suas chances, não aproveitadas.

Fã de Andrade e um tanto incrédulo (ainda) no trabalho que Rogério possa realizar no time, caso seja efetivado, ao apito final, desliguei a TV, tomei um chá quente e fui dormir. Numa quarta-feira de chuva, com desconfiança dos pés à cabeça, às vezes, o melhor e ficar em casa, quietinho, ainda que isso represente 99% a menos da emoção que é curtir ao lado da Nação toda a Magia Rubro-Negra.

Saudações a todos e “vamo que vamo”!

Magia Neles!

Anúncios

3 Comentários so far
Deixe um comentário

A mesma coisa me veio à cabeça… Flamengo x Inter. “Pólo aquático” tira a paciência de qualquer torcedor, principalmente aquele que está no estádio! Agora a pergunta que não quer calar é: Esse raio de Michael, Michel, Maicon sei lá tb, está fazendo O QUÊ no meu time???

Comentário por Paola

putz.simplismente adorei! paixão rubro negra sempre! li tudo e realmente to sem palavras e com muita emoção!

Comentário por CARLA

É, isso ai!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Comentário por Caio




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: