Magia Rubro Negra


O NÚMERO UM by @fabiojustino
24/10/2010, 15:13
Filed under: Colunas

Toda semana, perco preciosas horas em engarrafamentos. E para não me deixar levar pela irritação, invento maneiras de ocupar a cabeça no trânsito. Dia desses, fiz um “Top 10” com aqueles momentos mágicos que só podem ser experimentados por quem teve a sorte de nascer rubro-negro. Nem contabilizei as unanimidades, como a Libertadores e o Mundial em 81.  Mas selecionei os momentos de emoção máxima, que arrepiam a gente só de lembrar. E no topo do meu ranking está um Flamengo X Vasco.

O Flamengo X Vasco do dia 27 de maio de 2001 foi mais do que especial. Motivados pela vitória de 2 X 1 uma semana antes e pela vantagem de poder perder por um gol de diferença no jogo seguinte, os vascaínos me tiraram o couro durante a semana. Cantaram vitória, falaram que o sonho do tri tinha acabado. Para onde eu olhava, tinha rubro-negro sendo zoado e várias risadinhas que davam como certo o título vascaíno. Foram sete dias insuportáveis.

A capa da revista Placar – na época, semanal – trazia um “Te vira Mengão” no título e um subtítulo desafiador: “No primeiro round, o Vasco de Juninho bateu o Flamengo de Petkovic. Agora, o rubro-negro tem 16% de chances. Você acredita?”. Eu olhava para a revista e só pensava: isso é pergunta que se faça para a maior torcida do mundo?

O Flamengo entrou em campo concentrado. Jogadores de mãos dadas. Aos 20 minutos do primeiro tempo, Edílson fez o primeiro do Mengão. No fim desta mesma etapa, Juninho empatou.

Começa o segundo tempo e a massa rubro-negra sabia que precisava fazer sua parte. Em vez de 90 minutos para construir a vantagem de dois gols, teríamos 45 minutos. Aos 8, Pet cruzou para Edílson marcar de novo: 2 a 1. Faltava só um, só um.  E o “um” não vinha. Júlio César fechava o gol, como quem dissesse que lá atrás ele garantia. Mas o terceiro gol não saía.

Só que Flamengo é Flamengo. A nossa camisa é feita de duas cores e muita, muita mística. E aos 43 minutos, Petkovic cobrou uma falta na intermediária de maneira mágica, garantindo o tri. Foi tudo lindo: da cobrança à corrida de comemoração do sérvio, se jogando para trás no gramado e mergulhando de vez na história do “Mais Querido”.

Mais um Flamengo X Vasco vem aí. Desta vez, não tem capa de revista com percentual das “chances rubro-negras”. Nem precisa. Para nós, o Flamengo é sempre 100%. Número um do meu coração. Vai para cima deles, Mengo!

MAGIA NELES!
EQUIPE Magia Rubro Negra
E-MAIL: paixao@magiarubronegra.com.br
TWITTER: @fabiojusttino

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: