Magia Rubro Negra


Chupeta dá nó tático no Brasília! Por Gabriel Reis by gabrielkr
31/05/2008, 0:47
Filed under: Notícias Diárias

Com um fantástico nó tático pra cima do time do Brasília, o mesmo que já é freguês do Mengão, o nosso Chupeta, novo técnico também da Seleção Brasileira, garantiu esta noite no Maracanãzinho a vitória do Mais Querido na primeira partida da final do Campeonato Brasileiro de Basquete. O placar foi de 93 a 66 e a vantagem de praticamente 30 pontos já foi alcançada no primeiro quarto, com o time jogando de forma devastadora.

O segundo jogo da melhor de cinco é domingo às 12h30 no Maracanãzinho, como preeliminar da partida contra o Flor, que será no Maracanã às 18h10. Vamos em peso, não é galera?

Magia Neles!

Anúncios


Júlio Cesar: O Futuro homem forte da Gávea! Por Gabriel Reis by gabrielkr
30/05/2008, 21:00
Filed under: Notícias Diárias, Paparazzi Rubro Negro

CONTEÚDO EXCLUSIVO

O nome é forte, de conquistador e vencedor. Vem chegando, comendo pelas beiradas, mas cheio de amor no coração, um novo e muito fiél dirigente Rubro-Negro. Tudo bem que ainda não é para hoje, mas assim que parar de jogar bola, Júlio Cesar, um dos maiores goleiros de todos os tempos do Flamengo, garante que voltará ao clube junto com outros ex-jogadores para assumir o comando da Gávea. Essa e outras declarações bombásticas do goleiraço da Seleção Brasileira você verá na entrevista a seguir, realizada nesta segunda-feira, 26 de maio, na praia do Pêpê, Barra da Tijuca. O jogador chegou da Europa na noite deste domingo e já foi curtir as férias com a família, antes de jogar as Eliminatórias.

Junto com a entrevista, editamos imagens do Tricampeonato Carioca de 2001, que completou 7 anos na noite deste dia 27 de maio. Naquela tarde, Júlio Cesar e Petkovic foram os heróis da conquista.

Primeira parte da entrevista:

Segunda parte da entrevista:

Confira as fotos da manhã do craque na Barra. Ele levou a esposa Susana Werner e o casal de filhos à praia:



ATIREI O PAU NO PATO! POR GABRIEL REIS by gabrielkr
30/05/2008, 20:17
Filed under: Colunas, Paparazzi Rubro Negro

Fotos: Gabriel Reis

 

O ex-jogador e torcedor Colorado Alexandre Pato, atualmente bombando no Milan, foi flagrado indo ao jogo na cabine da Rádio Globo para torcer pelo Internacional. Ele levou com ele a gracinha da Stephany Brito, sua namorada. Cuidado com o Obina, heim Pato? Ele é matador.

Ele chegou empolgado e no intervalo estava todo feliz com a vitória parcial de 1 x0 do time gaúcho. Menosprezou o nosso Mengão e será castigado. Se é que é possível levar um castigo do lado de uma linda menina como a que ele arrumou. Ai ai ai, Stephany Brito nos faz suspirar.

Eles sentam então para assistir o segundo tempo do jogo. Stephany já começa a roer as unhas. Sinal de que esqueceu o pato cozinhando e está nervosa, pois começa a sentir que o Pato está queimando.

O Flamengo faz o primeiro gol, empatando a partida, mas os dois ainda estão confiantes. Com sorriso amarelo já, mas ainda acreditam no Inter. Ahhh, coitados. Mas já na foto a seguir começam a ver que a pressão do Flamengo é irreversível. A virada é só questão de tempo. Cadê o sorriso do rosto?

Em Terra de Urubu, Pato é lanchinho da tarde. Se Urubu come peixe, cachorro, porco e até leão, o que esperar do Pato? Sai o segundo gol, dos pés de Souza, que estava há muitosssss jogos sem marcar e desencantou. Pato já pensa: “Acho que vou embora”, mas acaba ganhando um beijinho da namorada antes de partir. Ele foi embora, como todo bom rival do Flamengo, aos 30 minutos do segundo tempo. Olhaaaaaaaaaaaaaa, olha o Pato indo emboraaaaaaaaaaaaaa.

Magia Neles!



O sonho dele é ir ao Maracanã! Que magia! by gabrielkr
30/05/2008, 19:30
Filed under: Paixão em Qualquer Lugar

Existem imagens que valem mais do que mil palavras. Esta é uma delas. Aproveitem.

Magia Neles!



Entrevista com Ricardinho #9 – Por Fernando Holanda by fholanda
30/05/2008, 18:04
Filed under: Colunas, Fla Memória

 

Hoje dia 30 de Maio, a equipe comandada pelo Paulo Chupeta dará início a conquista da fase final do Nacional de 2008 no Maracanãzinho e nada mais justo, que iniciar esta longa batalha com uma entrevista para motivar a torcida. No cantinho especial do Magia, “Basquete Rubro Negro, Presente e Passado de Glórias” iremos entrevistar um jogador que sempre honrou as nossas cores e as nossas tradições.

Ricardo Augusto Lento C. dos Santos é o Ricardinho. Nascido em 01/09/74, Armador habilidoso de 1,89 que escreveu alguns capítulos na história do Clube de Regatas Flamengo.

Confira com detalhes!

 1 – Ricardinho, mesmo jogando em outro clube, a Torcida do Flamengo ainda mexe com você?
Com certeza, é uma torcida apaixonante, não tem como não se emocionar com ela, tenho um grande carinho e admiração pela torcida do Flamengo.

2 – O que significa para você vestir o Manto Sagrado e jogar pelo Clube de Regatas Flamengo?
Quando acertei no Flamengo, falei q estava realizando 2 sonhos: jogar no maior clube do país e jogar com o Oscar, meu ídolo de infância, e fico mais orgulhoso porque conseguimos ganhar campeonatos importantes pelo Flamengo.

3 – Como foi para você ser Campeão Carioca pelo Flamengo em 2006 e perder o título de 2007 enfrentando o Flamengo?
Foi uma situação diferente, porque no ano anterior, conseguimos realizar uma façanha que poucos acreditavam, vencendo o fortíssimo time da Telemar e no ano seguinte, eu estava do outro lado, jogando contra companheiros que estavam comigo até pouco tempo, mas faz parte, somos profissionais,rsrsrsrs.

4 – A final do Carioca de 2007 foi eletrizante, com a torcida Rubro Negra lotando o estádio do Municipal e o jogo foi decidido na prorrogação 95 a 89. A torcida do Flamengo realmente faz a diferença?
Fernando, eu falo pra todo mundo que torcida não entra em quadra, mas a torcida do Flamengo te incentiva tanto, que voce tem sempre q dar algo a mais, pra ela, o suficiente não basta, tem que ser 110%.

5 – Qual o jogo pelo Flamengo que você nunca mais vai esquecer ?
Com certeza, o terceiro jogo da final de 2005 foi o jogo mais marcante, porque vencemos um time considerado imbatível por muitos e nosso time estava cheio de jogadores que muita gente achava que não tinha mais nada a dar para o basquete, mas provamos que talento e superação não tem idade, e naquele dia, eu pude sentir o gostinho de ser tratado como ídolo pela torcida Rubro Negra, isso me deixa muito emocionado, porque não é qualquer um que consegue ser ídolo da torcida do Flamengo.

6 – Parece que o Ronaldo está mesmo decidido a vestir o Manto Sagrado. Que recado você deixaria para o Fenômeno?
Bem, quem sou eu pra dar algum conselho, ainda mais pro Ronaldo, um cara que sempre vence as batalhas quando ninguém acredita, um exemplo de superação, eu só queria dizer a ele boa sorte e que ele honre a camisa Rubro Negra, porque sucesso eu sei q ele terá lá na Gávea.

7 – Claro que você está acompanhando o Campeonato Nacional de Basquete 2008, e tem contato com os amigos que ainda estão no Flamengo. O que você acha que o Clube precisa para conquistar esse título de 2008?
Estou torcendo muito pros meus amigos lá, Marcelo, Duda, Wagner, Chupeta, André Guimarães e tenho certeza que se eles se mantiverem focados como estão desde o começo da competição, não tem como eles serem derrotados, mas final é final, e qualquer detalhe, ganha jogo, mas eles são craques e sabem o que fazer nesse momento.

 

8 – E você? Gostaria de voltar a vestir o Manto Sagrado?
Claro, eu me sinto em casa jogando pelo Flamengo.

9 – Se você tivesse a oportunidade de voltar no tempo, mais precisamente em 15 de Novembro de 1895, no dia da fundação do Clube de Regatas Flamengo e encontrasse os jovens remadores fundando o Clube, o que você diria a eles?
Aqui está nascendo o maior clube de todos os tempos e que fará história pelo mundo inteiro.

10 – Ricardinho, para encerrar este maravilhoso bate-papo, deixe um recado para os usuários do MAGIA RUBRO NEGRA.
Meus amigos do Magia Rubro Negra, gostaria de deixar meu agradecimento a todos vocês, que tenham muito orgulho do clube que vocês escolheram para torcer e amar nunca deixem de apoiar em qualquer situação em que ele se encontre, porque torcer na vitória é fácil, mas na derrota que se cresce, ainda mais se tratando de Flamengo, um clube maravilhoso de grande tradição.

Ricardinho, em nome do Magia Rubro Negra e de toda a Nação Rubro Negra, gostaria de agradecer toda a atenção e agradecer também todo o tempo que você dedicou ao MAIS QUERIDO. Saiba que você é e sempre será um verdadeiro ídolo para todos nós e esta entrevista é uma singela homenagem do Magia!

Obrigado!

Magia Neles!

Fernando Holanda



Mais um ex-Rubro-Negro encerra carreira! Por Gabriel Reis by gabrielkr
29/05/2008, 23:29
Filed under: Notícias Diárias, Videos

Parabéns ao grande Edmundo, que encerrou a carreira de forma linda na última quarta-feira, dando muitas alegrias à torcida Rubro-Negra em todo o mundo. Que Deus ilumine sua vida de agora em diante rapaz e obrigado por tudo que fez pelo Mengão.

E Ninguém Cala, esse chororôÔÔÔ… Chora cachorrada, chora bacalhau, só falta o tricolor…

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Corinthians/0,,MUL584721-9862,00-TIMAO+TV+MOSTRA+CHORORO+DOS+ATLETAS+EM+HOMENAGEM+AO+ELIMINADO+BOTAFOGO.html

Recordar é viver, no pênalti só sabem perder (ano passado foi pra gente):

http://videolog.uol.com.br/video.php?id=202877

Magia Neles! Por Gabriel Reis



Magia no CFZ! Por Fabrício Mohaupt by fholanda
29/05/2008, 19:51
Filed under: Colunas

É impressionante como um dia que começou como qualquer outro e que não prometia nada de diferente pode mudar de repente. Posso dizer que, graças ao Magia Rubro-Negra, meu dia foi mágico. Explico: acordei cedo e fui trabalhar normalmente. Aquele trabalho muito “divertido”, trancado dentro de um escritório sem janelas, fazendo toda aquela burocracia de sempre. Eis que, sem menos esperar, recebo uma ligação que mudaria meu dia da água para o vinho.

Quem estava do outro lado da linha era Fábio Justtino. Ele veio com um convite inusitado. Confesso que pensei que fosse trote ou, como chamamos hoje, uma pegadinha. Dizia ele que um grupo de pessoas iria ao CFZ encontrar o Zico e perguntou se eu poderia ir. Como eu poderia negar este “sacrifício” ao meu amigo? Encontrar o maior ídolo esportivo que eu já tive? O cara que é o motivo de eu ser Flamengo? Tipo de “sacrifício” que a gente faz com um sorriso enorme no rosto, feliz como a criança que eu era quando o via jogar.
O negócio era o seguinte: eu tinha que estar, às quinze horas, no posto 12, no Leblon, para encontrar um tal de Moraes. Perguntei como faria isso e ele respondeu meio que com um sorriso de incredulidade: “ora, é só ver um grupo de flamenguistas reunido”.
Saí correndo do centro da cidade e fui para o Leblon. Dito e feito. Um grupo de flamenguistas começava a se formar. Como não podia deixar de ser, todos animados e ansiosos em encontrar o ídolo, o eterno galinho. Foi quando eu conheci o tal Moraes. O cara é uma lenda viva também. Francisco Albertino Moraes é um torcedor das antigas, um dos líderes da Raça Rubro-Negra, que acompanhou o Flamengo em suas viagens, de 1973 a 1993, para todos os lugares do mundo, do Iraque à Líbia, passando pelo Zaire, Arábia Saudita, Kuwait, Japão, Trinidade e Tobago, Marrocos, Bahrein, Gabão, Argélia, Angola, África do Sul, Tunísia, USA, praticamente todos os países da Europa, da América do Sul e Central.

Moraes organizou os carros e seguimos viagem. Peguei carona com um novo amigo, Pedro, torcedor apaixonado como eu. Também conosco, um primo do Pedro, que pegamos no caminho, e um casal de baianos, mãe e filho, representantes da torcida FlaBahia, que vieram ao Rio apenas para este encontro. O filho, um pequeno rapaz bem maior que eu; e olha que eu tenho um metro e oitenta e três.
Bom, chegamos ao CFZ e o Moraes começou a organizar o grupo. Éramos, aproximadamente, quarenta pessoas. Ganhamos, cada um de nós, o livro Zico Conta Sua História e fomos encontrar o ídolo. Ele nos recebeu com um sorriso no rosto e uma simpatia gigantesca. O pequeno gigante baiano não segurou a emoção e chorou por estar realizando seu grande sonho de conhecer o Zico. Prontamente, o galinho disse: “Que é isso, cara? O Flamengo é alegria, não precisa chorar não!”. Mas também não perdoa; apareceu por lá um repórter das antigas e Zico mandou a seguinte letra: “Esse aqui é Botafogo, sofreu muito comigo!”.
Zico não é ídolo à toa. Sua qualidade e habilidade, como jogador de futebol, são inegáveis e inquestionáveis, bem como seu profissionalismo. Mas isso não é tudo. Ele é de um carinho enorme com toda a sua torcida. Chegamos e ele cumprimentou cada pessoa, apertou mãos, distribuiu abraços e beijos. Autografou tudo o que pediram que autografasse, bonés, fotos, pôsteres, revistas, livros, camisas e mais camisas, inclusive duas de dois garotos tricolores que apareceram por lá. Tirou centenas de fotos com todos os que estavam presentes. Em momento algum, demonstrou cansaço, desgosto, enfado ou irritação. Pelo contrário, esbanjou simpatia e atenção. Foram duas horas de pura magia ao lado de um ídolo inesquecível. Vale lembrar que a FlaTV estava por lá e registrou o encontro.
Ser Flamengo é algo indescritível. Ainda estou com um sorriso largo no rosto. Essa emoção nenhum arcoiriano sente igual. É uma paixão que eleva o coração rubro-negro, fazendo pulsar ainda mais forte. Não somos torcedores, somos cidadãos da nação rubro-negra. E o galinho personifica todo esse amor que sentimos, ainda hoje; basta observar os olhos dos meninos que treinavam no CFZ e, após o treino, vieram, também, buscar autógrafos do craque em seus uniformes e chuteiras.
Foi uma tarde inesquecível, mágica. Um presente inesperado que ganhei e que vou levar comigo o resto da minha vida. Em suma, ser Flamengo e ter um ídolo como Zico é a expressão maior da felicidade!

Fabrício Mohaupt
Colaborador Convidado do Magia Rubro Negra

Magia Neles!

Comentários desativados em Magia no CFZ! Por Fabrício Mohaupt